Manutenção preventiva

Tempo de leitura: 6 minutos

Da mesma forma que você não esperaria até que o motor do seu carro falhasse para fazer a troca de óleo, o mesmo acontece com máquinas, equipamentos, edifícios e qualquer coisa de valor para uma indústria, que também precisam de manutenção preventiva para evitar intercorrências.

Este trabalho é chamado de manutenção planejada ou preventiva, parte essencial da gestão na indústria. Ela é realizada enquanto o equipamento está operando, normalmente, para evitar falhas e interrupções inesperadas.

A manutenção preventiva é uma estratégia que todas as empresas podem implementar para iniciar uma jornada de confiabilidade. Para te mostrar o porquê que a manutenção preventiva é essencial, abaixo, explicamos tudo sobre o assunto! Acompanhe conosco:

Manutenção preventiva x manutenção reativa

Embora muitos estejam se afastando da dependência de modos de manutenção reativa, a maioria das organizações ainda usa esse método. Ela envolve a reparação do equipamento, depois que ele apresentou uma falha para trazê-lo de volta à operação normal.

Na superfície, pode parecer menos dispendioso operar de forma reativa, mas a manutenção planejada pode reduzir e muito os custos, com estudos observando que a manutenção reativa pode custar cinco a oito vezes mais do que a manutenção preventiva ou preditiva.

Há uma variedade de outros custos associados às interrupções não planejadas, como produção perdida, horas extras, equipamentos inativos e outros custos “ocultos” que podem incluir:

  • Custos orçamentários incontroláveis ​​e imprevisíveis;
  • Maior tempo de indisponibilidade de equipamentos;
  • Vida útil mais curta dos equipamentos;
  • Maior chance de falha de inspeção;
  • Problemas de segurança.

Quando a manutenção preventiva é programada, esses custos podem ser evitados e todas as peças e recursos de manutenção podem ser programados e contabilizados para agilizar o processo.

Veja aqui também como melhorar a gestão de custos na indústria.

Como funciona a manutenção preventiva

A manutenção preventiva é um programa simples de estabelecer e colocar em prática. Ela é definida em um cronograma com base em datas ou tempo de uso, geralmente, por recomendação do fabricante. Durante uma data e hora especificadas, o equipamento é desligado e os profissionais de manutenção executam as tarefas descritas no equipamento.

A manutenção preventiva também pode ser configurada com interrupções e acionadores baseados em tempo. Os disparadores de manutenção são usados ​​para alertar os funcionários de que a manutenção deve ser executada em um nível operacional.

Por exemplo, a maioria dos fabricantes de empilhadeiras sugere realizar manutenção preventiva a cada 150 a 200 horas de operação, o que pode ser estabelecido em um acionador baseado em tempo. Realizar essa manutenção pode significar ampliar a vida útil dos ativos, aumentando a produtividade, melhorando a eficiência geral e reduzindo os custos de manutenção.

A manutenção preventiva não requer ferramentas adicionais além das recomendações do fabricante e uma equipe disposta a adotar novos processos de manutenção.

Para mostrar à equipe sua importância, é essencial descrever os benefícios de um programa de gerenciamento de manutenção e identificar as maneiras pelas quais um cronograma preventivo facilitará muito o trabalho de técnicos, mecânicos e engenheiros — veja também dicas para gestão de pessoas na indústria.

Com um sistema de gerenciamento de manutenção computadorizado (CMMS), a manutenção preventiva é acionada para inspeções periódicas com base em intervalos de calendário ou uso ou quilometragem para veículos da empresa.

Os tipos de manutenção preventiva

Qualquer manutenção que não seja de manutenção reativa é a manutenção preventiva. E há muitos tipos diferentes que exigem diferentes tecnologias e conhecimento. Os mais comuns incluem:

  • Manutenção baseada no calendário: uma ordem de serviço recorrente é programada para quando um intervalo de tempo especificado é atingido no sistema de gerenciamento de manutenção computadorizado (CMMS);
  • Manutenção baseada no uso: as leituras do medidor são usadas e registradas. Quando uma unidade específica é atingida, uma ordem de serviço é criada para manutenção de rotina;
  • Manutenção preditiva: quando os dados da ordem de serviço são registrados, os gerentes de manutenção podem prever quando um ativo falhará com base nos eventos históricos e criar programas de manutenção específicos para evitar que eles ocorram novamente.
  • Manutenção prescritiva: é semelhante à manutenção preditiva, porém não é apenas o gerente de manutenção prescrever as ordens, um software de aprendizado de máquina o ajuda.

Como a manutenção preventiva diminui o tempo de inatividade

Pense nisso em termos simples, como com o seu carro. Mudanças de óleo e manutenção regular fazem parte de um cronograma de manutenção preventiva que garante que seu carro funcione corretamente e sem falhas inesperadas.

Se você ignorar o cronograma e não atender aos intervalos de manutenção, seu carro será depreciado em valor e utilidade. O mesmo vale para máquinas e equipamentos em indústrias.

Com um cronograma de gerenciamento, os gerentes de manutenção podem diminuir o tempo de inatividade. Este cronograma é geralmente automatizado com um software CMMS.

Há mais benefícios de implementar um programa de manutenção preventiva do que simplesmente reduzir a quantidade de tempo de inatividade não planejado. Outros benefícios incluem:

  • Melhores margens e lucros devido a menos tempo de inatividade;
  • Planejamento de manutenção otimizado e alocação de recursos;
  • Maior segurança e menores riscos de lesão;
  • Reparos corretivos menos dispendiosos;
  • Extensão do tempo de vida do ativo.

Talvez o maior benefício da manutenção preventiva seja o aumento da segurança, especialmente para uma empresa proprietária de maquinário pesado. O preço da segurança do empregado nunca é muito alto e organizações como a Administração de Saúde e Segurança Ocupacional (OHSA) aplicam rigorosamente políticas para controlar o nível de segurança na indústria.

A manutenção preventiva é frequentemente vista como um gasto adicional que é difícil de justificar. Mas é preciso apenas um período de inatividade, ou um único acidente notificável, para demonstrar como é importante realizar um programa de manutenção voltado para a prevenção.

Agora que você já sabe o porquê a manutenção preventiva é essencial para sua empresa, aproveite e veja também as melhores práticas para estruturar a liderança no chão de fábrica!