Faca colhedora: entenda a importância da manutenção

Tempo de leitura: 5 minutos

 

Faca colhedora: a importância da sua manutenção.

No setor agrícola, o corte da colheita é uma das tarefas que mais exige energia. Dependendo das condições de operações, 70% da energia de uma máquina colheitadeira pode ser destinado ao conjunto de corte e soprador de descarga.

O resultado é que, sem um corte eficiente, você pode arriscar consumir mais combustível do que o necessário. É por isso que a manutenção da faca colhedora é tão importante.

A faca colhedora é uma ferramenta importantíssima para os processos de corte na agricultura e segue as principais características e necessidades de cada tipo de operação de trabalho.

Abaixo, explicamos a importância da sua manutenção e o que você precisa fazer para manter suas colheitadeiras em perfeito estado!

A importância da manutenção da faca colhedora

Considerando a complexidade e o alto preço do equipamento, a interação dos processos que compõem a colheita mecânica deve ser bem planejada para evitar desperdício de tempo e dinheiro.

O uso econômico de componentes de corte originais de alta qualidade e peças de desgaste pode ser consideravelmente melhorado pela manutenção e manuseio adequados. O potencial de desempenho disponível de toda a máquina é influenciado negativamente quando essas atividades não são realizadas.

As máquinas colhedoras são equipamentos que trabalham sob condições severas, intensamente e por longos períodos de tempo. Não é a toa, portanto, que se desgastam com maior facilidade, exigindo que os gestores no setor se preocupem com técnicas corretivas de manutenção durante os períodos de entressafra.

As operações de colheita e transporte podem potencialmente reduzir custos, uma vez que são setores independentes com custos representativos. Entre as operações sujeitas a planejamento, destaca-se a manutenção como sendo diretamente relacionada ao uso e produtividade adequados das máquinas.

Em suma, a manutenção é a combinação de técnicas, incluindo supervisão, visando restaurar um item para um estado no qual ele possa desempenhar uma função necessária, permitindo assim a continuidade do processo e maior emprego de sistemas.

A manutenção adequada permite:

  • Melhor uso dos investimentos realizados e o aumento da vida útil dos equipamentos;
  • Adaptação aos padrões de segurança e qualidade
  • Preservação e melhoria da imagem corporativa.

Quais fatores devem ser considerados na manutenção?

Para reduzir os custos durante a operação por meio da manutenção e manuseio de componentes de corte adequados é preciso considerar alguns fatores. São eles:

1. Operação adequada da máquina

As decisões do motorista têm considerável influência quando se trata de reduzir os custos por tonelada de colheita. O motorista não é capaz de afetar o preço do combustível, mas ele pode influenciar o consumo da máquina e a condição dos componentes de corte e peças de desgaste.

O motorista é responsável não apenas pelo número de ciclos de moagem e pelo comprimento dos intervalos de moagem, mas também pelo ajuste apropriado da folga de corte entre as barras de cisalhamento e a faca colhedora.

Assim, ele influencia diretamente a vida útil dos componentes de corte e peças de desgaste e, consequentemente, o consumo de combustível da máquina.

2. Usar peças originais

É crucial que toda a configuração, desde o corte de componentes do coletor até as facas da colheitadeira e barras de cisalhamento, bem como as pás do soprador e as chapas de desgaste do canal de fluxo da colheita, forme uma unidade.

Esses elementos devem ser coordenados para explorar efetivamente o potencial de desempenho disponível da máquina durante a época de colheita.

A pior escolha para equipar máquinas é usar peças originais junto com reproduções, pois isso causa consideráveis ​​desvantagens de custo durante a operação.

Testes de campo mostraram que a vida útil das peças originais, quando manuseadas e mantidas adequadamente, é consideravelmente maior do que a vida útil das reproduções devido a diferenças de qualidade e desempenho.

3. Manuseio adequado das facas

A barra de cisalhamento é a parte mais usada durante a colheita e é principalmente responsável pela qualidade do corte. Diferentes condições de colheita e operação levam a diferentes padrões de desgaste nos componentes de corte.

Os padrões de desgaste são a base para escolher a melhor qualidade e o tipo de barra de corte mais adequada. Juntamente com a montagem correta da barra de cisalhamento, o ajuste exato da folga de corte entre a faca colhedora e a barra de cisalhamento desempenha um papel fundamental não apenas na colheita, mas também na grama.

Quer seja feito manualmente ou automaticamente, o motorista tem que assegurar continuamente se a barra de cisalhamento está ajustada apropriadamente.

Está provado que uma grande folga de corte causa um consumo de energia muito maior. Ajustar a folga de corte continuamente já leva a um puxão mais fácil da máquina e melhora a qualidade de corte. Ajustar continuamente a folga de corte é tão importante quanto afiar regularmente as facas.

4. Afiação das lâminas

É comum que depois de um tempo as ferramentas de corte se desgastem e percam as suas propriedades principais, que garantem maior produtividade. Isso inclui suas arestas de corte e elementos como profundidade, comprimento, espessura e largura do corte.

O desgaste pode causar aquecimento excessivo da peça e da ferramenta, aumento do esforço da máquina e aumento do tempo de trabalho. A solução para esse problema é a restauração da faca colhedora, por meio de sua afiação.

Afiar é dar forma e perfilar as arestas da faca colhedora que foi desgastada pelo uso e perdeu o seu poder de corte. A afiação é feita quase sempre com rebolos abrasivos, discos feitos de material abrasivos para desbaste de superfícies.

Agora que você conhece a importância da manutenção de facas colhedoras e seus principais pontos, aproveite e aprenda mais sobre os rebolos abrasivos e como eles garantem melhor operação das suas máquinas!