9 dicas: Como afiar faca com rebolos abrasivos

Tempo de leitura: 7 minutos

Como afiar faca
Afiação de facas e cutelos com rebolos abrasivos

Provavelmente você já descartou alguma ferramenta (faca, cutelo ou serra), pois ela não estava mais sendo eficaz no processo de corte de materiais, não é mesmo?

Sabemos que depois de algum tempo as ferramentas se desgastam, passando a perder suas propriedades principais. A solução nesses casos é a restauração do poder de corte da ferramenta!

Para restaurar o corte das ferramentas é necessário a operação de afiação, que normalmente é feita com rebolos abrasivos.

Saber como afiar faca ou qualquer outro tipo de ferramenta proporciona maior agilidade nos processos, otimizando o tempo de trabalho e gerando maior produtividade.

Se você quiser entender tudo sobre afiação de ferramentas de corte, recomendamos a leitura deste artigo!

A fim de auxiliar você na afiação excelente de seus instrumentos de trabalho descreveremos adiante algumas dicas de como afiar faca com a utilização do rebolo certo, para assim aumentar a durabilidade das suas ferramentas.

Vamos às dicas!

  • #01: Escolha o rebolo certo para a afiação de acordo com as características da faca.

É fundamental ressaltarmos que para a afiação eficaz das facas é necessário analisar suas características.

Analisar as características da faca significa dizer que é necessário verificar o tipo da faca (como por exemplo, retas, circulares, com serras); se elas têm uma aresta de corte ou várias arestas; e o material que elas são fabricadas (como aço inox ou aço carbono).

Esses e outros fatores determinarão qual será o rebolo mais adequado para a afiação da faca, pois sabemos que para cada tipo de faca existe uma peculiaridade na hora da afiação.

Esta é uma dica relevante, pois a escolha do rebolo abrasivo irá influenciar diretamente no grau de rugosidade que você quer atingir na sua peça de trabalho.

Por exemplo, se você quiser um acabamento mais fino será necessário ter um rebolo com um grão mais fino para garantir melhor qualidade no acabamento.

Por outro lado, se você quiser uma superfície mais áspera um rebolo com um grão mais grosso terá uma performance melhor.

Geralmente os afiadores acabam optando por utilizar dois rebolos no processo de afiação. Utilizam um rebolo de grão mais grosso para desbastar, e outro rebolo de grão mais fino para polir e chegar no acabamento ideal.

O rebolo certo fará toda a diferença no momento da afiação de facas!

  • #02: Fixe o esmeril corretamente.

rebolo para afiaçãoCaso você realize a afiação com moto esmeril de bancada ou pedestal, será necessário fixar o esmeril corretamente para evitar danos durante a operação.

Uma dica que proporciona maior agilidade no processo é montar o rebolo no sentido anti-horário.

Mas como isso pode te ajudar?

Montar o rebolo no sentido anti-horário permite maior segurança no manuseio da faca e não limita sua área de trabalho, uma vez que o rebolo não irá puxar sua mão para baixo no momento de afiar a faca.

  • #03: Verifique se os flanges estão presos corretamente.

O rebolo é uma ferramenta altamente veloz, por isso é necessário realizar uma montagem adequada para evitar inúmeros erros durante sua utilização.

O flange nada mais é que um equipamento que permite afixar os rebolos abrasivos nas máquinas.

É de extrema importância que eles estejam em boas condições, pois um descuido pode custar sua vida ou de seus colaboradores.

Conhecer esse Manual de Utilização dos Rebolos pode te ajudar a identificar o passo a passo para evitar erros por flanges inadequados ou pelo aperto excessivo do mesmo. Confira!

  • #04: Antes de começar, tenha um ambiente bem iluminado.

A iluminação do ambiente permite uma precisão maior na hora da afiação. De nada adianta você iniciar a afiação se não estiver vendo perfeitamente o fio de corte (gume) da faca a ser afiada.

Por isso, tenha um ambiente bem iluminado e garanta que seu trabalho terá uma boa qualidade.

  • #05: Ligue o esmeril e aplique água ou óleo para lubrificar o rebolo antes de afiar a faca.

Essa é uma informação relevante, pois através dela você pode reduzir problemas como o aquecimento excessivo da sua peça de trabalho.

Além disso, é possível afastar lascas da faca que forem sendo removidas.

Você pode aplicar água ou óleo diretamente no rebolo com uma esponja ou borrifador, mas é importante você escolher entre a água e o óleo para aplicar.

Esse é um dos problemas mais comuns da afiação a seco: o superaquecimento. Para não ocorrer trincas ou fissuras no rebolo é necessário um resfriamento contínuo, com a utilização da água ou do óleo.

A lubrificação deve ser realizada em conformidade com as instruções do fabricante do rebolo e da máquina.

É importante você verificar junto com o fabricante do rebolo abrasivo se existe alguma restrição quanto a utilização de lubrificantes, pois existem certos tipos de ligas que tem reações quando estão em contato com o líquido de resfriamento.

Por isso é importante você se atentar a esta dica e evitar a queima da sua peça de trabalho!

  • #06: Posicione a faca numa inclinação constante.

O grau da inclinação irá determinar o tamanho do fio de corte. Não há necessidade dessa inclinação ser um ângulo exato, você poderá determinar isso de acordo com o tipo da faca.

O ponto principal nessa questão é manter sempre uma inclinação constante, a fim de não criar deformidades no fio (gume) da faca, impossibilitando um corte eficaz.

Busque sempre firmeza nas mãos para manter o equilíbrio e a posição constante.

Muitos afiadores alternam a posição da faca durante a afiação e isso prejudica o fio de corte (gume) da mesma, por isso posicione a faca sempre numa inclinação constante.

  • #07: Afie a faca com movimentos repetidos e compassados.

Como afiar faca
É necessário habilidade no momento de afiar faca

É importante o afiador ter destreza na mão para realizar uma passada única, mantendo a velocidade e a inclinação uniforme.

Um dos erros mais comuns do afiador é ficar oscilando os movimentos e sua velocidade, com isso pode ocorrer o desgaste irregular do rebolo e também da faca a ser afiada.

Seguir um padrão e uma uniformidade nos movimentos é essencial. Esses movimentos repetidos e compassados serão possíveis apenas através da habilidade do afiador de facas.

  • #08: Realize a dressagem do rebolo, caso necessário.

­Durante o processo de afiação, o rebolo pode perder a agressividade ou o poder de corte; nesse momento entra em ação a dressagem do rebolo.

Dressar o rebolo significa recuperar o perfil da face de trabalho. Como o rebolo é uma ferramenta auto afiável, à medida que os grãos vão se desgastando, surgem novos grãos que dão continuidade a operação.

Mas como dressar um rebolo abrasivo?

Para realizar a dressagem é essencial a utilização de dressadores, como bastões retificadores ou pontas simples de diamante.

Caso necessário, durante seu processo de afiação você pode dressar o rebolo e renovar seu poder de corte para garantir uma afiação eficaz.

  • #09: Utilize sempre equipamentos de segurança.

Todo dispositivo de uso individual que é utilizado pelo trabalhador com o objetivo de protegê-lo dos riscos que ameaçam sua segurança ou sua saúde são denominados de Equipamento de Proteção Individual, ou comumente chamados de EPI’s.

Os equipamentos de proteção mais utilizados para afiar faca são: óculos, luvas e máscaras.

Não é necessário escrevermos várias linhas para falar da importância desses dispositivos. Sua segurança e saúde devem estar sempre em primeiro lugar no momento da afiação!


Fique afiado nesse assunto e não erre mais! Se gostou do conteúdo compartilhe nas suas redes sociais favoritas, e se tiver alguma outra dica envie pra gente nos comentários. =)

Como afiar facas